ME

Celeste Ada de Assis Foureaux

Sim, sou me,
De trs filhos
De um pai
De seis bichos
De uma casa
De alguns filhos
De ningum...
Me do pai
Dos meus netos
Me de nada,
Nada valho
Valho pouco
Pouco ou nada...
Mas sou me!
Que fazer?
Nem sei ser
Me direito...
Pois a vida
Fez-me tola,
Fez-me nula...
Ou no fez...
Nem sei mais!
S o que sei
que sou me
Me de nome,
Me sem nome,
Me de paz.
Sei tambm
Que sou filha
De uma me
Que j se foi
Mas foi ME!
Sobretudo,
Sei que sou
Feliz filha
De um Deus
Que me deu
Tanta honra
De comigo,
Mais o mundo
Partilhar
O Amor
De sua Me!


Celeste
maio/99

Ilustrao: Me das Mes, Maria o modelo de Me!
Nossa Senhora Rainha da Paz,
como aparece em Mediugrie ...
Fonte: Internet

Envie este Poema

De: Nome: E-mail:
Para: Nome: E-mail:
Sinceros agradecimentos pela preservao da Autoria.