Consciência

Euna Britto de Oliveira

Ferve ao sol o leite armazenado.
Não o derramarei!
Com ramos de louros
coroarei meu príncipe
meu meio
meu fim,
aquilo para o que vim.
Mereço, sim!

Nova Viçosa, setembro de 2003.

Envie este Poema

De: Nome: E-mail:
Para: Nome: E-mail:
Sinceros agradecimentos pela preservação da Autoria.