As Princesas também...

Euna Britto de Oliveira

As princesas também se desmancham
quando morrem
É do sofrimento que todos correm
A pessoa em quem eu penso agora
Tem esporas de prata nos pés
E esperas no coração
O seu cavalo é alazão
E no coração muitos sonhos
E ilusão, ilusão...
Sentadas à beira da calçada
As crianças soltam barcos de papel
Na água da enxurrada da chuva
Que enxaguou a rua onde moram
Os pássaros namoram despreocupadamente
E nenhum pássaro mente para o outro
Vida de pássaro é exemplar!
Já os homens, faz até pena
O que aprontam para enganar
Nem todos os dedos das mãos são iguais
Há homens-pássaros
Que passariam em qualquer concurso de anjos
Na verdade, há de tudo no mundo
Há gente de todo jeito
O homem mais perfeito tem defeito!
E o mais desqualificado, alguma qualidade tem
Nem que seja a de ser filho de Deus!...

Euna Britto de Oliveira
BH, 26/01/2018

Envie este Poema

De: Nome: E-mail:
Para: Nome: E-mail:
Sinceros agradecimentos pela preservação da Autoria.