Sinais...

Euna Britto de Oliveira

11/04/2016

Não são deste mundo certos sinais!...
Recebê-los é favor dos céus
Que os enviam e ensinam
Como fazer a leitura de certas escritas feitas
Lá onde o homem não alcança
E onde o ferrenho empecilho do cão
Não impede o que é são
O que é puro, santo, sacrossanto!...
Certas escrituras franqueadas aos simples
E vedadas aos poderosos deste mundo!...
Às vezes flores, estrelas
Poeiras, folhas, fumaças
Pássaros, pedras, paus
Avisos que chegam e que passam
Ou mesmo palavras
Em certos momentos ganham maior eloquência
São vozes...

BH, 11/04/2016

Envie este Poema

De: Nome: E-mail:
Para: Nome: E-mail:
Sinceros agradecimentos pela preservação da Autoria.